quinta-feira, 20 de setembro de 2007

São Bernardo


"Existiu um homem enviado por Deus (...) que portador e dotado de uma graça particular, manifestou com a sua própria conduta uma santidade eminente; que brilhou (...) pela luz da sua fé e da sua doutrina, que pela sua palavra e seu exemplo impôs até às nações estrangeiras e bárbaras os preceitos da religião (...), que devolveu à rectidão da vida cristã uma multidão infinita de pecadores que caminhavam no mundo pelo caminho da facilidade; que se crucificou com o mundo e crucificou o mundo nele mediante sacrifícios corporais que lhe atribuíram o mérito dos santos mártires (...).
Este monge, taumaturgo, pregador, defensor da Igreja, cruzado, santo chamava-se Bernardo de Claraval."

in Carta Apostólica Contigit olim

1 comentário:

Duarte disse...

«Aprendemos mais coisas na floresta do que nos livros; as árvores e os rochedos ensinar-vos-ão coisas que não conseguiríeis ouvir noutro lugar (...).»

- Bernardo de Claraval (Epístola CVI)
(Monge de Cister e, um, dos mentores dos Cavaleiros Templários)